CERVANTES JÁ É UMA ESTRELA, E SEUS PERSONAGENS DO QUIXOTE, SEUS PLANETAS.

Desde essa semana Cervantes dá nome a uma estrela, e Quijote, Rocinante, Sancho e Dulcinea, à quatro planetas que o orbitam. A proposta apoiada pelo Instituto Cervantes resultou claramente como vencedora do concurso “NameExoWorlds” da “Unión Astronómica Internacional (IAU)” para dar nome à 20 novos sistemas planetários descobertos nos últimos anos.

 

Cervantes e seus personagens literários obtiveram 38.503 votos, ou seja, 69% do total de votos registrados para este sistema planetário. Foi essa a proposta com mais votos válidos entre às 200 do conjunto do concurso. Desde hoje, os nomes de Cervantes, Quijote, Rocinante, Sancho e Dulcinea podem ser usados paralelamente à nomenclatura científica já existente. O resultado da votação se fez público na véspera do Ano Cervantes 2016, em comemoração ao 4º centenário de morte do escritor espanhol.

 

“Una estrella de cuyo nombre ya puedo acordarme...”

 

“Estrela Cervantes” para nomear o sistema planetário μ “MU Arae” situado há 49,8 anos luz de distância na constelação de Ara (ou Altar).

 

Altíssima participação espanhola

 

No concurso “NameExoWorlds” da  “Unión Astronómica Internacional (IAU)”

A Espanha foi o 3º país em participação ficando atrás de Índia e Estados Unidos.

 

Outro ganhador espanhol foi: o planeta em torno da estrela Edasich (Iota Draconis b) que se chamará Hypatia e foi proposto pela associação de mesmo nome “Asociación Cultural Hypatia - Facultad de Ciências Físicas de La Universidad Complutense de Madrid”.

 

Unir a ciência e as letras

 

Um experto disse: “quando lermos o Quixote, poderemos imaginar ao Clavileño voando e se aproximando à estrela Cervantes e os planetas Dulcinea, Quixote, Rocinante e Sancho.